Humanizar a educação, globalizar a esperança

Autores

  • Sonia de Itoz Colégio Emilie de Villeneuve/São Paulo
  • Sergio Rogério Azevedo Junqueira Instituto de Pesquisa e Formação Educação e Religião

DOI:

https://doi.org/10.22560/reanec.v41i154.72

Palavras-chave:

Educação, Escola Confessional, Pastoral Escolar

Resumo

O artigo se propõe a uma leitura compreensiva de alguns aspectos contundentes do documento Educar para o Humanismo Solidário, dirigido às escolas e universidades católicas. O texto, publicado em 22 de setembro de 2017, pela Congregação Para a Educação Católica, discorre sobre as diretrizes propostas para a educação católica atual. As orientações, “humanizar a educação”; “cultura do diálogo”; e “semear esperança”, se fazem diretrizes para o processo de humanizar a educação na escola católica hoje. O documento assume deliberadamente que é a pessoa que deve ser colocada no centro do processo de educar, para isto deve ser posicionada num quadro de relações que compõem uma comunidade viva, interdependente, vinculada a um destino comum, e habitante da mesma aldeia que é este Universo. É importante ressaltar que o documento coloca-se em plena conformidade a textos, orientações e ensinamentos dos últimos pontificados na Igreja Católica. Por esta razão, o artigo em pauta assume, no percurso de toda a matéria, as sábias falas e posicionamentos do Papa Francisco, já que estas sustentam a percepção do Educar para o Humanismo Solidário.

Palavras Chave: Educação; Escola Confessional; Pastoral Escolar.

Humanize education, globalize hope

Abstract: The article proposes a comprehensive reading of some strong aspects of the document Educating for Solidarity Humanism, directed to Catholic schools and universities. The text, published on September 22, 2017, by the Congregation for Catholic Education, discusses the guidelines proposed for current Catholic education. The guidelines, "humanize education"; "Culture of dialogue"; and "sow hope", are guidelines for the process of humanizing education in the Catholic school today. The document deliberately assumes that it is the person who should be placed at the center of the process of educating, for this must be placed in a framework of relations that make up a living, interdependent community, linked to a common destiny, and inhabitant of the same village that is this Universe. It is important to emphasize that the document is in full conformity with the texts, guidelines and teachings of the last pontificates in the Catholic Church. For this reason, the article in question assumes, in the course of all matter, the wise speeches and positions of Pope Francis, since they support the perception of Educating for Solidarity Humanism.

Keywords: Education; Confessional School; Pastoral School.

Humanizar la educación, globalizar la esperanza

Resumen: El artículo se propone a una lectura comprensiva de algunos aspectos fundamentales del documento Educar para el Humanismo Solidario, dirigido a las escuelas y universidades católicas. El texto, publicado el 22 de septiembre de 2017, por la Congregación para la Educación Católica, discurre sobre las directrices propuestas para la educación católica actual. Las orientaciones "humanizar la educación"; "Cultura del diálogo"; y "sembrar esperanza", se tornan directrices para el proceso de humanizar la educación en la escuela católica en la actualidad. El documento asume claramente que la persona debe ser colocada en el centro del proceso de educar, para ello debe colocarse en un marco de relaciones que componen una comunidad viva, interdependiente, vinculada a un destino común, y habitante de la misma aldea que es este Universo. Es importante resaltar que el documento se sitúa en plena consonancia con los textos, orientaciones y enseñanzas de los últimos pontificados de la Iglesia Católica. Por esta razón, el artículo en pauta asume, a lo largo de toda la materia, las sabias palabras y posicionamientos del Papa Francisco, ya que ellas sostienen la percepción de Educar para el Humanismo Solidario.

Palabras clave: Educación; Escuela Confesional; Pastoral Escolar.

Biografia do Autor

Sonia de Itoz, Colégio Emilie de Villeneuve/São Paulo

Mestrado em Educação, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP (1993); graduação em Filosofia, Faculdades Associadas do Ipiranga – FAI (1990); e graduação em Teologia pela Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assumpção (1990). Coordenadora do Departamento de Estudos Filosóficos, Sociológicos e Ensino Religioso e de Pastoral Escolar do Colégio Emilie de Villeneuve/São Paulo. E-mail: soniadeitoz@gmail.com

Sergio Rogério Azevedo Junqueira, Instituto de Pesquisa e Formação Educação e Religião

Livre Docente (2012). Pós-Doutorado em Ciência da Religião pela PUCSP (2010); Doutorado (2000) e Mestrado (1996) em Ciências da Educação pela Univeristá Pontifícia Salesiana (Roma - Itália). Licenciatura em Pedagogia da Universidade de Uberaba (1990) Bacharelado em Ciências Religiosas pelo Instituto Superior de Ciências Religiosas (1987). Líder do Grupo de Pesquisa Educação e Religião. Diretor/presidente do Instituto de Pesquisa e Formação Educação e Religião, Paraná, Brasil. E-mail: srjunq@gmail.com

Downloads

Publicado

2017-12-05

Como Citar

Itoz, S. de, & Junqueira, S. R. A. (2017). Humanizar a educação, globalizar a esperança. Revista De Educação ANEC, 41(154), 13-31. https://doi.org/10.22560/reanec.v41i154.72