Experiências de interação entre ensino superior e ensino básico utilizando World Café

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22560/reanec.v50i163.320

Resumo

O estímulo à formação continuada e ao compartilhamento dos saberes entre
Ensino Superior e Ensino Básico tem sido muito valorizado e apresenta-se como um
grande desafio: como os professores do Ensino Superior podem intermediar o processo
de formação continuada com os professores do Ensino Básico no que tange às metodologias ativas de aprendizagem em períodos curtos de tempo? O objetivo deste estudo é analisar a relação entre a adoção de metodologia World Café para qualificar os docentes de
Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio e a percepção deles em relação
ao uso das metodologias demonstradas durante a atividade prática. A partir de uma adaptação de formato, a World Café foi escolhida como metodologia base para este trabalho
por propiciar uma possibilidade de diálogo sobre diversas metodologias ativas em um
espaço de tempo relativamente curto e em pequenos grupos. A investigação é relevante
porque com ela é possível mensurar de que forma que a metodologia World Café pode
ser utilizada como uma alternativa válida para intermediar a interação entre saberes concretizados no Ensino Superior e Ensino Básico. As metodologias trabalhadas nas ilhas do
World Café foram a flipped classroom, peer instruction, storytelling e team based learning, que foram escolhidas por serem aderentes às práticas pedagógicas dos professores do Ensino Fundamental II e Ensino Médio e por serem possíveis de aplicação, mesmo que com adaptações às realidades pedagógicas também para os professores do Ensino Fundamental I e Educação Infantil. Storytelling e flipped classroom se apresentaram como mais aderentes a esse segundo público do que peer instruction e team based learning. Os resultados evidenciaram que a interação sob World Café atingiu o objetivo de compartilhamento e a satisfação dos atores envolvidos no processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Belloli de Vargas, Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre

Doutoranda em Ciências Contábeis - Unisinos - linha de pesquisa controle e gestão. Bolsista FAPERGS/CAPES Mestre em Ciências Contábeis - Unisinos - linha de pesquisa controle e gestão. Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2002). Especialização em Administração e Marketing pela Faculdade São Judas Tadeu (2003). Experiência na lí­ngua inglesa adquirida em intercâmbio realizado em Toronto no Canadá (2008). Atualmente professora na Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre. Professora substituta na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atua como professora em cursos de pós graduação.

Adriana Paula Zamin Scherer, Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre

Possui graduação em Informática - Ênfase em Análise de Sistemas pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos(1995), especialização em Aprendizagem Cooperativa e Tecnologia Educacional pela Universidade Católica de Brasí­lia(2014) e mestrado em Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul(2002). Atualmente é Professor PMS II - A da Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre, Integrante do NAeIP da Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre e Ouvidora da Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Metodologia e Técnicas da Computação. Atuando principalmente nos seguintes temas:Banco de Dados, Programação, Oracle.

Débora Cristina Hollenbach Grivot, Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre

Doutora em Direito pela UFRGS (2014) na área de Direito Privado. Mestre em Direito pela UFRGS (2006) na área de Privado.Foi bolsista da CAPES de 2004 a 2006. Frequentou o Corso di Alta Formazione in Diritto Romano na Universití  La Sapienza em Roma no ano 2002. Foi professora Substituta da UFRGS de Direito Romano e Instituições de Direito por dois perí­odos (2008-2010) e (2014). Graduada em Ciências Jurí­dicas e Sociais pela Pontifí­cia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1999). Inscrita e licenciada da OAB/RS sob o nº 47.999. Atua profissionalmente como Professora de Direito Romano e História do Direito da Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre desde 2008, Introdução ao Direito e Hermenêutica Jurí­dica.É conteudista da SAGAH desde 2017. Tem capacitação para EDUCAÇíO À DISTÂNCIA (2019) .Trabalha com METODOLOGIAS ATIVAS.Tem formação em metodologias ativas pelo CONSÓRCIO STHEM (2019).

Letí­cia Silva Garcia, Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre

Possui graduação em Bacharelado Em Informática pela Pontifí­cia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1994), mestrado em Ciência da Computação pela Pontifí­cia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1998) e doutorado em Informática na Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004). Atualmente é professor titular da Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre, onde coordena o Curso de Sistemas de Informação. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Software Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria da interação social de piaget, peer-to-peer, sistemas de informação e sistemas de autoria. Atua também como Consultora de Carreiras em TI e com Gestão de Pessoas na área de tecnologia da Informação

Referências

BARCELOS, Nora Ney Santos; VILLANI, Alberto. Troca entre universidade

e escola na formação docente: uma experiência de formação inicial e continuada. Ciência & Educação, Bauru, v. 12, n. 1, p. 73-97, 2006. Disponível em:

https://www.scielo.br/j/ciedu/a/RqqvsgvwjL9QHNmWyK5dNts/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 7 jul. 2020.

BERGMANN, Jonathan. Sala de aula invertida: uma metodologia ativa de

aprendizagem. Rio de Janeiro: LTC, 2016.

BERBEL, Neusi Aparecida Navas. As metodologias ativas e a promoção da

autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, v. 32, n. 1, p.

-40, 2011. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/view/10326/10999. Acesso em: 6 jul. 2020.

BUSSOLOTTI, Juliana Marcondes; SOUZA, Mariana Aranha; CUNHA, Virginia

Mara Próspero. O World Café como uma possibilidade interdisciplinar de aprendizagem ativa. CIET: EnPED, p. 1-10, 2018. Disponível em: https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/850/577. Acesso em: 7 jul. 2020.

CHANG, Wen-Long; CHEN, Shih-Ting. The impact of World Café on entrepreneurial strategic planning capability. Journal of Business Research, v. 68, n. 6, p. 1283-1290, 2015. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0148296314003749?casa_token=nBSNuOjYSU8AAAAA:SS_G2L5qbHnkDZgXvVL1WSgWLc_1U-bz7om4IyLzgfyuTZAkPiajtnr1ma9xKAjJIbVKpCA8tEw. Acesso em: 7 jul. 2020.

ESTACIO, Emee Vida; KARIC, Toni. The World Café: An innovative method

to facilitate reflections on internationalisation in higher education. Journal of

Further and Higher Education, v. 40, n. 6, p. 731-745, 2016. Disponível em:

https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/0309877X.2015.1014315?-

casa_token=G1KOVgQWkSsAAAAA%3Ad9-LYsaJxyQLYlrYFwZIfw4g65bEwtYNW5vCQXR_T4dS6QyIXP17bGZKLt4Onm9QB12S9QPo9Fm2JQ. Acesso em: 7 jul. 2020.

GARCIA, Joe. Contar e inventar histórias com novas tecnologias: a revolução

da fantasia na escola. In: FOFONCA, Eduardo et al. (org.). Metodologias pedagógicas inovadoras: contextos da educação básica e da educação superior. Curitiba: Editora IFPR, 2018. v. 2.

GIL, Antônio. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

LASRY, Nathaniel; MAZUR, Eric; WATKINS, Jessica. Peer instruction: from Harvard to the two-year college. American Journal of Physics, v. 76, n. 11, p. 1066, 2008. Disponível em: https://aapt.scitation.org/doi/abs/10.1119/1.2978182. Acesso em: 7 jul. 2020.

LEAL, Edvalda Araújo; MIRANDA, Gilberto José; NOVA, Silvia Pereira de Castro Casa (org.). Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem. São Paulo: Atlas, 2017.

LIMA, Valéria Vernaschi et al. Nota técnica aprendizagem baseada em

equipes: diretrizes, etapas e recomendações. São Paulo: Hospital Sírio-Libanês,

Disponível em: https://iep.hospitalsiriolibanes.org.br/Documents/LatoSensu/NotaTecnica4-Online-v2.pdf. Acesso em: 8 jul. 2020.

MAZUR, Eric. Peer Instruction: a revolução da aprendizagem ativa. Tradução: Anatólio Laschuk. Porto Alegre: Penso, 2015.

MORÁN, José. Mudando a educação com metodologias ativas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: Aproximações Jovens, v. 2, n. 1, p. 15-33, 2015. (Coleção Mídias Contemporâneas). Disponível em: https://www.uniavan.edu.br/uploads/arquivo/N62vWDM7yb.pdf. Acesso em: 6 jul. 2020.

PASSOS, Geovanna dos; LUZ, Sandra Dias da; CRUZ, Dulce Márcia. A arte de contar histórias e a produção de digital storytelling no ensino superior. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 3., 2016, Natal. Anais [...]. Natal, 2016. Disponível em: https://editorarealize.com.br/editora/anais/conedu/2016/TRABALHO_EV056_MD1_SA19_ID4254_15082016220859.pdf. Acesso em: 7 jul. 2020.

PEREIRA, Adriana Soares et al. Metodologia da pesquisa científica. Santa Maria: Ed. UAB/NTE/UFSM. 2018. E-book. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_MetodologiaPesquisaCientifica.pdf?sequence=1. Acesso em: 7 jul. 2020.

RODRIGUES, Priscila Andrade Magalhães; CERDAS, Luciene. Aproximações

e propostas de parceria entre universidade e escola na formação de professores:

Uma análise a partir dos trabalhos apresentados nas últimas cinco edições da

ANPED (2010-2015). In: REUNIÃO NACIONAL ANPED, 38., 2017, São

Luís. Anais [...]. São Luís, 2017. Disponível em: http://anais.anped.org.br/

sites/default/files/arquivos/trabalho_38anped_2017_GT08_1202.pdf. Acesso

em: 7 jul. 2020.

SARDEIRO, Luciana da Silva Moraes; SOUZA, Paulo Vitor Souza de Souza.

A Peer Instruction no ensino ativo da contabilidade. In: CONGRESSO UnB

DE CONTABILIDADE E GOVERNANÇA, 4., 2018, Brasília. Anais [...].

Brasília: UnB, 2018. Disponível em: http://repositorio.ufra.edu.br/jspui/bitstream/123456789/650/1/A%20Peer%20Instruction%20no%20Ensino%20

Ativo%20da%20Contabilidade.pdf. Acesso em: 8 jul. 2020.

SCHIEFFER, Alexander; ISAACS, David; GYLLENPALM, Bo. The world

café: part one. World Business Academy, v. 18, n. 8, p. 1-9, 2004. Disponível

em: http://www.theworldcafe.com/wp-content/uploads/2015/07/WorldCafe.

pdf. Acesso em: 7 jul. 2020. SIMÃO, Ana Margarida Veiga et al. Formação de professores em contextos colaborativos. Um projecto de investigação em curso. Sísifo, n. 8, p. 61-74,

Disponível em: http://sisifo.ie.ulisboa.pt/index.php/sisifo/article/view/134/225. Acesso em: 7 jul. 2020.

TEIXEIRA, Katiuscia Costa Barros; FONTENELE, Francisca Cláudia

Fernandes. Metodologia Peer Instruction no ensino de matrizes: um relato

de experiência na disciplina de Álgebra Linear. Educação Matemática em

Revista-RS, v. 1, n. 18, p. 577-65, 2017. Disponível em: http://sbem.iuri0094.

hospedagemdesites.ws/revista/index.php/EMR-RS/article/view/1866. Acesso em: 17 jul. 2021.

THE WORLD CAFE. World Cafe Method. ©2020. Disponível em: http://www.theworldcafe.com/key-concepts-resources/world-cafe-method/. Acesso

em: 8 jul. 2020.

VALENÇA, Marcelo M., TOSTES, Ana Paula Balthazar. O Storytelling como ferramenta de Aprendizado ativo. Carta Internacional, Belo Horizonte, v. 14, n. 2, p. 221-243, 2019. Disponível em: https://www.cartainternacional.abri.org.br/Carta/article/view/917/732. Acesso em: 10 jul. 2020

Downloads

Publicado

2021-11-08