Por uma educação antirracista

reflexões sobre currículo na perspectiva da interculturalidade

Autores

  • Beatriz Oliveira Faculdade Padre João Bagozzi
  • Suelen da Silva Andrade Faculdade Padre João Bagozzi
  • Humberto Silvano Herrera Contreras Faculdade Padre João Bagozzi https://orcid.org/0000-0001-7521-5282

DOI:

https://doi.org/10.22560/reanec.v51i164.369

Palavras-chave:

Interculturalidade. , Currículo. , Educação antirracista.

Resumo

O racismo é um fato contundente no Brasil que ocorre de maneira estrutural afetando inclusive o ambiente educacional, sendo dever de todos combatê-lo. A pesquisa apresenta uma reflexão sobre como combater o racismo no ambiente escolar por meio da implementação de um currículo crítico na perspectiva da interculturalidade. A pesquisa é de natureza qualitativa, de alcance exploratória e apoia-se em estudos bibliográficos e documentais. O primeiro capítulo explicita o racismo e suas vertentes. O segundo capítulo descreve as políticas públicas no âmbito da educação bem como as normas e diretrizes relacionadas à questão. O terceiro discorre sobre a implementação de um currículo crítico na perspectiva da interculturalidade além dos pontos necessários para a efetivação de uma educação antirracista. O estudo aponta a necessidade da formação inicial e continuada de docentes atentar-se a esta problemática. Por fim, infere a indispensabilidade da concretização da Lei nº 10.639/03 no ambiente escolar e da responsabilidade do poder público para tal.

Palavras-chave: Interculturalidade. Currículo. Educação antirracista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Oliveira, Faculdade Padre João Bagozzi

Licenciada em Pedagogia pela Faculdade Padre João Bagozzi.

Suelen da Silva Andrade, Faculdade Padre João Bagozzi

Licenciada em Pedagogia pela Faculdade Padre João Bagozzi. 

Humberto Silvano Herrera Contreras, Faculdade Padre João Bagozzi

Licenciado em Filosofia e Pedagogia. Bacharel em Teologia. Mestre e Doutor em Educação.

Referências

ALMEIDA, Silvio Luiz de. Racismo estrutural. São Paulo: Sueli Carneiro, Pólen, 2019.

ARROYO, Miguel G. O Direito à educação e a nova segregação social e racial - Tempos insatisfatórios? Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 31 n. 3, p. 15- 47, jul./set. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edur/a/TvhHNQd9rys6nwV9ghM9t9M/? lang=pt&format=pdf. Acesso em: 12 fev. 2021.

BORGES, Juliana. Encarceramento em massa. São Paulo: Sueli Carneiro, Pólen, 2019.

BRASIL. Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 10 jan. 2003. Disponível em: http://www.planalto. gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.639.htm. Acesso em: 12 fev. 2021.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Brasília: INEP, 2004. Disponível em: https://download.inep.gov.br/publicacoes/diversas/temas_interdisciplinares/diretrizes_curriculares_nacionais_para_a_educacao_das_relacoes_etnico_raciais_e_para_o_ensino_de_historia_e_cultura_afro_brasileira_e_africana.pdf. Acesso em: 12 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 11.645, de 10 de março de 2008. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História eCultura Afro-Brasileira e Indígena”. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 11 mar. 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11645.htm. Acesso em: 12 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 30 ago. 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12711.htm. Acesso em: 12 fev. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 12 fev. 2021.

BRASÍLIA. Secretaria de Justiça e Cidadania. O racismo sutil por trás das palavras. Brasília: SEJUS, 2020.

BRUM, Eliane. Um negro em externo exílio. Portal Geledés, 1º set. 2015. Disponível em: https://www.geledes.org.br/um-negro-em-eterno-exilio/. Acesso em: 12 fev. 2021.

BUCZENKO, Gerson. Ensino da História e cultura afro-brasileira no currículo escolar. Revista TEL, Irati, v. 10, n.1, p. 30-40, jan. /jun. 2019. Disponível em: https://revistas2.uepg.br/index.php/tel/article/view/13733/209209211309. Acesso em: 10 fev. 2021.

CANDAU, Vera Maria Ferrão. Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Revista Brasileira de Educação, v. 13 n. 37, p. 45-56, jan./abr. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/5szsvwMvGSVPkGnWc67BjtC/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 15 fev. 2021.

CARTH, John Land. A Base Nacional Comum Curricular e a aplicação da política de Educação para Educação das Relações Étnico-Raciais. 2018. Disponível em: http://etnicoracial.mec.gov.br/images/pdf/artigos/A-BNCC- 2018-e-a-ERER.pdf. Acesso em: 15 fev. 2021.

CUNHA, Antônio Geraldo da. Dicionário etimológico da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Lexikon Editora Digital, 2007.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua trimestral. Rio de Janeiro: IBGE, 2020. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/tabela/6403#resultado. Acesso em: 10 fev. 2021.

JESUS, Camila Moreira de. Branquitude x Branquidade: uma análise conceitual do ser branco. In: ENCONTRO BAIANO DE ESTUDOS EM CULTURA, 3., 2012, Cachoeira. Anais [...]. Cachoeira, 2012. Disponível em: http://www3. ufrb.edu.br/ebecult/wp-content/uploads/2012/05/Branquitude-x-branquidade- uma-ana-%C3%83%C3%85lise-conceitual-do-ser-branco-.pdf. Acesso em: 12 fev. 2021.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Atlas, 1992.

MOORE, Carlos. Racismo e sociedade: novas bases epistemológicas para entender o racismo. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2007.

MOREIRA, Adilson. Racismo recreativo. São Paulo: Sueli Carneiro, Pólen, 2019.

MOREIRA, Antônio Flávio Barbosa; CANDAU, Vera Maria. Currículo, conhecimento e cultura. In: BEAUCHAMP, Jeanet et al. Indagações sobre currículo: currículo, conhecimento e cultura. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2007. p. 17-48.

NÓVOA, António. Para uma formação de professores construída dentro da profissão. Universidad de Lisboa. Revista Educación, p. 1-10, 2009. Disponível em: http://www.revistaeducacion.educacion.es/re350/re350_09por.pdf. Acesso em: 12 fev. 2021.

ONU - Organização das Nações Unidas. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Paris, 1948. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/declaracao- universal-dos-direitos-humanos. Acesso em: 15 fev. 2021.

PEREIRA, Luena Nascimento Nunes. Literatura Negra Infanto-Juvenil: Discursos afro-brasileiros em construção. Interseções, v. 18 n. 2, p. 431-457, dez. 2016. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/intersecoes/ article/view/26576/19108. Acesso em: 12 fev. 2021.

PEREIRA, Amilcar Araujo. O Movimento negro brasileiro e a lei n° 10.639/2003: Da criação aos desafios para a implementação. Revista Contemporânea de Educação, v. 12, n. 23, p. 13-30, jan./abr. 2017. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/rce/article/view/3452/7577. Acesso em: 12 fev. 2021.

SCHNEEBERGER, Carlos Alberto. Manual compacto de história: ensino fundamental. São Paulo: Rideel, 2010.

SILVA, Francisco Thiago. Currículo festivo e educação das relações raciais. Rio Grande: Pluscom Editora, 2015.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

VENÂNCIO, Maju; NOGUEIRA, Malu; NUNES, Paula. Um João a cada 23 minutos. Esquerda online, 21 maio 2020. Disponível em: https://esquerdaonline.com.br/2020/05/21/um-joao-a-cada- 23-minutos/?fbclid= -IwAR08HR9o78UfqiAI_XO3yL30PepIvXL6cArIObvdq-MW15JaPXnfY5XwWPI. Acesso em: 12 fev. 2021.

WILLIAM, Rodney. Apropriação cultural. São Paulo: Pólen, 2019.

Downloads

Publicado

2022-04-27