Espiritualidade e o cuidado do(a) educador(a)

a comunidade educacional como espaço de escuta, atenção e solidariedade

Autores

  • Lucas Henrique Pereira Duarte PUCPR
  • Rafael Furtado da Silva PUCPR
  • Jean Marcos Gregol Gwiazdecki

DOI:

https://doi.org/10.22560/reanec.v51i164.403

Palavras-chave:

Crise, Espiritualidade, Educadores, Cuidado

Resumo

O presente artigo tem por objetivo refletir a espiritualidade e o cuidado dos educadores e das educadoras, principalmente neste período de pandemia da COVID-19, que revelou a fragilidade humana, a desigualdade social e necessidade do cuidado de si, do outro e da natureza. Para tanto, busca colaborar, de forma teórica e prática, com o conhecimento e a vivência da espiritualidade e do cuidado no âmbito escolar. A partir do método ver, julgar e agir, contextualiza-se e demonstra o descuido com a vida; define os termos espiritualidade e cuidado; e apresenta o cultivo da Espiritualidade e do cuidado de quem educa por intermédio de um relato de experiência. Usamos como metodologia a pesquisa bibliográfica com um aporte reflexivo e crítico baseado no pensamento de Casaldáliga (1993); Boff (2013, 2014, 2020); Freire (1993, 2016); Noddings (2003); Mortari (2018); Santos, 2020; e Villas Boas (2017). Desse modo, é evidente que não é possível trabalhar tais conceitos separados, visto que estão na constituição humana e vinculados na construção de uma sociedade fundamentada na responsabilidade e no cuidado com o ser humano, os outros seres vivos e os não vivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Henrique Pereira Duarte, PUCPR

Educador popular. Mestre em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná
(PUC-PR) (2021). Formado em Filosofia pela Faculdade de São Bento de São Paulo (2017) e
em Teologia pelo Instituto São Paulo de Estudos Superiores (2016). Membro do Grupo de
Pesquisa Teologia Pública em Contexto Latino-Americano. Tem experiência em Estudos nas
Humanidades, com ênfase em Teologia Sistemática, Pastoral e Política, com publicações sobre
sistema carcerário em perspectiva abolicionista.

Rafael Furtado da Silva, PUCPR

Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Especialista
em Neuropsicopedagogia Aplicada à Educação pela Faculdade Bagozzi. Especialista em Psicopedagogia
com ênfase em Educação Especial pela Faculdade Itecne. Graduado e licenciado em
Filosofia pela Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE). Licenciado em Pedagogia pelo
Centro Universitário Internacional (Uninter)..

Jean Marcos Gregol Gwiazdecki

Bacharel em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Atua como
coordenador de pastoral escolar em Curitiba-PR. 

Referências

ARENDT, Hannah. Homens em Tempos Sombrios. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

ARENDT, Hannah. A crise na educação. In: ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. 7. ed. São Paulo: Perspectiva, 2011. p. 221-247.

BOFF, Leonardo. Ética da vida: a nova centralidade. Rio de Janeiro: Record, 2009.

BOFF, Leonardo. O cuidado necessário: na vida, na saúde, na educação, na ecologia, na ética e na espiritualidade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

BOFF, Leonardo. Saber cuidar: ética do humano-compaixão pela terra. 20. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

BOFF, Leonardo. Covid-19: a Mãe Terra contra-ataca a humanidade - advertências da pandemia. Petrópolis, RJ: Vozes, 2020.

BUBER, Martin. Eu e Tu. 10. ed. São Paulo: Centauro, 2001.

CASALDÁLIGA, Pedro; VIGIL, José María. Espiritualidade da libertação. Petrópolis, RJ: Vozes, 1993.

CORTINA, Adela. Aporofobia, a aversão ao pobre: um desafio para a democracia. São Paulo: Editora Contracorrente, 2020.

FREIRE, Paulo. Professora, sim; tia, não: cartas a quem ousa ensinar. 17. ed. São Paulo: Olho d’água: 1993.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. 3. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2016.

HAN, Byung-Chul. Sociedade do cansaço. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. 15. ed. Petrópolis, RJ Vozes, 2005.

JONAS, Hans. O princípio responsabilidade: ensaio de uma ética para a civilização tecnológica. Rio de Janeiro: Contraponto/PUC-Rio, 2006.

LÉVINAS, Emmanuel. Entre nós: ensaios sobre a alteridade. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.

MORTARI, Luigina. Filosofia do cuidado. São Paulo: Paulus, 2018.

NODDINGS, Nel. O cuidado: uma abordagem feminina à ética e à educação moral. São Leopoldo: Unisinos, 2003.

ROSA, Hartmut. Aceleração: A transformação das estruturas temporais na Modernidade. São Paulo: Editora UNESP, 2019.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A cruel pedagogia do vírus. Coimbra: Almedina, 2020.

SARAMAGO, José. Ensaio sobre a cegueira. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

TEILHARD DE CHARDIN, Pierre. Fenômeno humano. São Paulo: Cultrix, 2005.

VILLAS BOAS, Alex. Teologia em diálogo com a literatura: origem e tarefa poética da teologia. São Paulo: Paulus, 2017.

Downloads

Publicado

2022-04-27