Políticas públicas para estudantes em distorção idade-série no Distrito Federal

Autores

  • Marli Dias Ribeiro
  • Leonardo Bezerra do Carmo

DOI:

https://doi.org/10.22560/reanec.v52i165.405

Palavras-chave:

distorção idade-série, políticas públicas, direitos humanos e diálogo

Resumo

A temática da distorção idade-série integra um dos grandes problemas da educação nacional. Apesar de um avanço ao acesso à educação, as taxas de distorção idade-série, na rede de ensino pública, são quatro vezes maiores do que o índice registrado no ensino básico da rede privada, considerando a rede do Distrito Federal. As dificuldades em solucionar a questão, ainda se mostram persistentes e incluir este público de estudantes, parece ser urgente e necessário. Com o intuito de identificar um retrato geral dos programas centrados na distorção idade-série escolar, desenvolvidos no Distrito Federal, esta pesquisa traz, a partir de uma abordagem qualitativa, um panorama inicial sobre as políticas públicas relacionadas ao problema a partir de bases teóricas pautadas no diálogo e no direito humano. Os resultados encontrados na investigação, ainda que preliminares, apontam que seja necessário investimento continuado em políticas públicas, a participação democrática da comunidade escolar como ação de fortalecimento dos processos dialógicos, um diálogo de caráter multissetorial entre rede de ensino e escola, e a garantia do direito humano em corrigir o fluxo escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARROYO, Miguel. Pedagogias em movimento – o que temos de aprender dos

Movimentos Sociais. Currículo sem Fronteiras, v. 3, n. 1, p. 28-49, jan./jun. 2003. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol3iss1arti-cles/arroyo.pdf. Acesso em: 15 abr. 2021.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2006.

BOURDIEU, Pierre. Escritos de educação. Petrópolis: Vozes, 1998.

BRASIL. Lei no 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, 27 dez. 1961. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4024.htm. Acesso em: 15 abr. 2021.

BRASIL. Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 15 abr. 2021.

BRASIL. Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Ministério da Educação; Ministério da Justiça, UNESCO, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=2191-plano-nacional-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 15 abr. 2021.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica. Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013.

CARNEIRO, Maria Aparecida Lopes. A participação da comunidade escolar e suas implicações para a prática democrática da escola. Linhas Críticas, v. 10, n. 18, p. 67-84, 2004. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/linhascriticas/article/view/3191/2879. Acesso em: 15 abr. 2021.

DENZIN, Norman; LINCOLN, Yvonna. O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Porto Alegre: Artmed, 2006.

DISTRITO FEDERAL. Lei no 3.043, de 9 de agosto de 2002. Institui o Programa de Assistência Pedagógica aos Alunos do Ensino Fundamental da Rede Pública de Ensino do Distrito Federal com defasagem de aprendizagem. Diário Oficial do Distrito Federal, 29 ago. 2002. Disponível em: http://www.tc.df.gov.br/sinj/Norma/50998/Lei_3043_09_08_2002.html. Acesso em: 15 abr. 2021.

DISTRITO FEDERAL. Parecer no 238, de 13 de dezembro de 2012. Aprova o documento Orientações Pedagógicas para a Correção da Distorção idade/série, na Rede Pública de Ensino do Distrito Federal, anos iniciais e finais do ensino fundamental e ensino médio. Diário Oficial do Distrito Federal, 17 dez. 2012. Disponível em: https://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/pdf/CEE-DF_2382012CEDFSubsecretariadeEducacaoBasicaSUBEBSEDF.pdf. Acesso em: 15 abr. 2021.

DISTRITO FEDERAL. Secretaria de Estado de Educação Distrito Federal. Orientação Pedagógica: Projeto Político-Pedagógico e Coordenação Pedagógica nas Escolas. Brasília, DF: SEEDF, 2014.

DISTRITO FEDERAL. Lei no 5.499, de 14 de julho de 2015. Aprova o Plano Distrital de Educação – PDE e dá outras providências. Diário Oficial do Distrito Federal, 15 jul. 2015. Disponível em: http://www.sinj.df.gov.br/sinj/Norma/a67c782d75ed48168d81521d566eeac2/Lei_5.499_2015_PDE_.pdf. Acesso em: 15 abr. 2021.

DISTRITO FEDERAL. Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal. Caderno de Matrículas do Distrito Federal 2017. Brasília: SEEDF, 2018. 362p

DISTRITO FEDERAL. Secretaria de Estado de Educação Distrito Federal. Programa Atitude: correção de fluxo escolar no DF - possibilidades para continuar avançando. Brasília, DF: SEEDF, 2019. Disponível em: http://www.educacao.df.gov.br/wpconteudo/uploads/2018/01/caderno_programa_atitu-de.pdf. Acesso em: 15 abr. 2021.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. 12. ed. Paz e Terra. Rio de Janeiro, 1979.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 23. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Básica 2019: resumo técnico. Brasília: INEP/MEC, 2020. Disponível em: https://download.inep.gov.br/publicacoes/institucionais/estatisticas_e_indicadores/resumo_tecnico_censo_da_educacao_basica_2019.pdf. Acesso em: 15 abr. 2021.

INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Distorção idade-série é maior entre os meninos. 17 mar. 2021. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/assuntos/noticias/censo-escolar/distorcao-idade-serie-e-maior-entre-os-meninos. Acesso em: 5 abr. 2021.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MENDONÇA, Erasto Fortes. Educação em direitos humanos: políticas e desafios. Retratos da Escola, Brasília, v. 7, n. 13, p. 255-263, jul./dez. 2013. Disponível em: https://retratosdaescola.emnuvens.com.br/rde/article/view/303/473. Acesso em: 5 abr. 2021.

PARO, Vitor Henrique. Escritos sobre educação. São Paulo: Xamã, 2001.

RIBEIRO, Maria Luisa Santos. A luta pela ampliação das oportunidades escolares (1910-1960). In: XAVIER, Maria Elizabete Sampaio Prado; RIBEIRO,Maria Luisa Santos; NORONHA, Olinda Maria. História da educação: a escola no Brasil. São Paulo: FTD, 1994.

SACRISTÁN, José Gimeno (org.). Saberes e incertezas sobre o currículo. Porto Alegre: Penso, 2013.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. 32. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1999.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico-Crítica. Primeiras aproximações. 11. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

SILVA, Rose Neubauer da et al. O descompromisso das Políticas Públicas com a Qualidade de Ensino. Caderno de Pesquisa, São Paulo, n. 84, p. 5-16, fev. 1993. Disponível em: https://publicacoes.fcc.org.br/cp/article/view/958/964. Acesso em: 15 abr. 2021.

SÍVERES, Luiz. Encontros e diálogos: pedagogia da presença, proximidade e partida. Brasília: Liber Livro, 2015.

SÍVERES, Luiz. Pedagogia Alpha: presença, proximidade e partida. Curitiba: Brazil Publishing, 2019.

SÍVERES, Luiz; LUCENA, José Ivaldo de Araújo (org.). Diálogo: Uma perspectiva educacional. Brasília: Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade; Universidade Católica de Brasília, 2019.

SOARES, Enílvia Rocha Morato. A distorção idade Série e a avaliação: Relações. In: REUNIÃO NACIONAL DA ANPED, 37., 2015, Florianópolis. Paper [...]. Florianópolis, 2015.

UNICEF - Fundo das Nações Unidas para a Infância. Reprovação, distorção, idade-série e abandono escolar: dados do Censo Escolar 2018 publicados no site da estratégia Trajetórias de Sucesso Escolar (trajetoriaescolar.org.br) do UNICEF e parceiros. [S. l.]: UNICEF, Instituto Claro, 2018a. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/media/6151/file/reprovacao_distorcao_idade-serie_abandono_escolar_2018.pdf. Acesso em: 15 abr. 2021.

UNICEF - Fundo das Nações Unidas para a Infância. Panorama da Distorção Idade-Série no Brasil. [S. l.]: UNICEF, 2018b. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/media/461/file/Panorama_da_distorcao_idade-serie_

no_Brasil.pdf. Acesso em: 15 abr. 2021.

UNICEF - Fundo das Nações Unidas para a Infância. Enfrentamento da cultura do fracasso escolar: Reprovação, abandono e distorção idade-série. [S. l.]: UNICEF/CENPEC, 2021. Disponível em: https://trajetoriaescolar.org.br/download-dos-materiais/enfrentamento-da-cultura-do-fracasso-escolar/. Acesso em: 15 abr. 2021.

VASCONCELOS, Ivar César Oliveira de; SÍVERES, Luiz. (Org.). Diálogo. Um processo educativo. Brasília: Cidade Gráfica Editora, 2018.

Downloads

Publicado

2022-06-28